Prestando atenção à nossa vida comum


 

Jesus deu ouvidos à sua vida comum. Ele viu como uma semente no caminho não fincou raízes (Lc 8.5) e de que forma uma semente de mostarda produziu uma grande árvore (Mt 13.31-32). Ele se lembrou do céu vermelho à tarde (Mt 16.2) e do relâmpago no céu do oriente (Mt 24.27). Você está ouvindo a sua? O riso de um bebê num avião lotado. Ver um amanhecer enquanto o mundo dorme. Não são essas epístolas pessoais? Deus não pode falar no percurso ao trabalho na segunda-feira pela manhã ou em uma troca de fraldas à meia-noite? Preste atenção na sua vida. (Max Lucado)

Estar ao redor e não no centro


Se O Eterno não construir a casa, a obra dos construtores não passará de frágeis cabanas. Se o Eterno não guardar a cidade, o vigia noturno não servirá pra nada. É inútil levantar cedo e dormir tarde, trabalhar como um alucinado. Você não sabe que ele gosta de dar descanso a quem ama?

Salmo 127 nos alerta para que Deus seja o centro em todas as áreas de nossa vida. Nós estamos no entorno  – Ele no centro. Enquanto Ele for o centro, tudo caminhará, mas quando nós trocamos Ele, centro,  por nós, o entorno, a coisa descamba. Pense nisso!

Esperando para enxergar melhor.


Hoje enxergamos em parte, mas chegara o dia em que a neblina dará lugar ao sol e então,  enxergaremos a Ele por completo.  (1 Corintios 13:12)

Enquanto esse dia não chega, três coisas necessitamos para nos guiar: confiar totalmente em Deus, esperança firme e amor…o difícil e principal amor...                  Uma pequena oração: _Senhor nos ajude a não hesitar, a suportar tudo com                                                           paciência e esperar com fé inabalável pelo nosso Sol da                                                     Justiça – o Senhor Jesus Cristo.                                                                                                                                  Amém!

 

Não entre pelos fundos…entre pela porta…


Nesses tempos de hoje a verdade dos evangelhos agora é adaptada “ao gosto do freguês…na bola da vez. Os profissionais da religião garantem qualquer coisa que você queira em “um deus”, é só pedir. (texto baseado em Oseias – A mensagem)

Mas Jesus nos alerta: Eu sou a porta; quem entra por mim será salvo. Entrará e sairá, e encontrará pastagem.

Eu lhes asseguro que aquele que não entra no aprisco das ovelhas pela porta, mas sobe por outro lugar, é ladrão e assaltante.
Aquele que entra pela porta é o pastor das ovelhas.
O porteiro abre-lhe a porta, e as ovelhas ouvem a sua voz. Ele chama as suas ovelhas pelo nome e as leva para fora.
Depois de conduzir para fora todas as suas ovelhas, vai adiante delas, e estas o seguem, porque conhecem a sua voz.
Mas nunca seguirão um estranho; na verdade, fugirão dele, porque não reconhecem a voz de estranhos”.
O assalariado não é o pastor a quem as ovelhas pertencem. Assim, quando vê que o lobo vem, abandona as ovelhas e foge. Então o lobo ataca o rebanho e o dispersa. Ele foge porque é assalariado e não se importa com as ovelhas. “Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas; e elas me conhecem; assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas. (João 10:12-15)

Assopra…caiu um cisco no meu olho…


Sabe aquilo de tirar o cisco do nosso olho primeiro, para depois tirar o cisco do olho do outro?!? Pois é, estou escrevendo isso para mim mesma…e espero que sirva para quem quiser. ***“Os discípulos se agitaram diante da necessidade de alimentar milhares, mas Jesus não. Ele agradeceu a Deus pelo problema. Os discípulos gritaram de medo no meio da tempestade, mas Jesus não. Ele dormiu no meio dela. Pedro sacou a espada para lutar contra os soldados, mas Jesus não. Ele ergueu a mão para curar. Seu coração estava em paz. Por acaso ele fez cara feia e voltou para casa quando seus discípulos o abandonaram? Jesus se irritou quando Pedro o negou? Jesus soprou fogo sobre os soldados quando estes cuspiram em seu rosto? Nada disso. Ele estava em paz. Ele os perdoou.O coração de Jesus era pacífico.”*** Em busca da tua paz Senhor, peço ajuda, pois com você é mais fácil. (Mateus 7 e trecho do devocional Bom dia – Max Lucado)

O mundo não leva a VIDA a sério!


De onde vêm todas as guerras e conflitos que assolam o mundo? Vocês acham que acontecem sem razão? Raciocinem. As guerras  e os conflitos sejam pessoais ou mundiais,  acontecem porque nós exigimos que as coisas saiam do “nosso jeito, ou nada feito”. E para ter o que queremos lutamos com unhas e dentes. Desejamos o que não temos e muitos são capazes de matar para conseguir. Invejam o que é dos outros e chegam a apelar para a violência. Não pedimos ajuda de Deus porque sabemos que a maioria das coisas que pedimos é para nosso próprio prazer. Somos como crianças mimadas, batendo o pé e fazendo birra. Como se Deus tivesse a obrigação de nos dar o que queremos. Mas Deus olha pra nós e do seu amor incomparável e do alto da Sua Soberania serenamente nos diz: “_Eu condeno o coração orgulhoso, mas a minha graça abençoa o coração humilde” Ele nos quer pra Ele e quer nos ajudar a sair desse lodaçal que nos metemos no mundo. Reconheçamos que estamos em um túnel sem luz alguma no fim. As nossas dores de parto já começaram e o nosso choro também. É preciso parar de brincar, a coisa é séria. Se dissermos SIM a Deus Ele responderá de imediato, pois está aguardando com  seus braços abertos pelos seus filhos pródigos e perdidos, para nos reerguer. O destino desse mundo está nas mãos Dele. Portanto é hora de rendição a Deus!
(Texto baseado em Tiago 4 – A mensagem)


…Um instante no tempo
Quando eu for mais do que pensei que poderia ser
Quando todos os meus sonhos estiverem a uma batida de coração de distância e as respostas couberem todas a mim conceda-me um instante no tempo. Quando eu estiver correndo com o destino então, naquele instante do tempo eu sentirei, eu sentirei a eternidade…eu serei livre….