Tudo que se move…tudo que se vê…

Hoje compartilho com vocês uma canção em forma de poesia ou uma poesia em forma de canção…não sei…mas o que importa é que junto, nessa canção, veio à minha memória aquilo  que me dá esperança, reconhecer o Autor da Obra de Arte, o Autor da Vida, Deus e Pai eterno, em tudo que se move e em tudo o que se vê.

“Louvem-no os céus e a terra, os mares e tudo o que neles se move”

Te vejo Poeta

João Alexandre-Guilherme Kerr Neto

Te vejo Poeta quando nasce o dia,
E no fim do dia quando a noite vem.
Te vejo Poeta numa flor escondida,
No vento que instiga mais um temporal.

Te vejo Poeta no andar das pessoas,
Nessas coisas boas que a vida me dá.
Te vejo Poeta na velha amizade,
Na imensa saudade que trago de lá.

Com tudo o poema, Tua obra de arte,
Destaque-se a parte numa cruz vulgar.
Custando o suplício de Teu filho amado,
mais alta expressão do ato de amar. Te vejo Poeta…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s