ARREPENDI….!!!!

 

 

 Muito se fala sobre    arrependimento, mas sem  o “destronamento” do “Eu” não haverá arrependimento, não se iluda.

    “…o próprio Jesus apresentou-se entre eles e lhes disse: Paz seja com vocês!…Então lhes abriu o entendimento, para que pudessem compreender as Escrituras. E lhes disse: está escrito que o Cristo haveria de sofrer e ressuscitar dos mortos no terceiro dia, e que em seu nome seria pregado o arrependimento para perdão de pecados a todas as nações, começando por Jerusalém…” (Lc 24:36, 45-47)

Arrependimento é a humildade de Cristo em ação em nós e por nós.

Arrependimento é uma decisão, é uma livre escolha que fazemos.

Arrependimento não é remorso.

Arrependimento é querer nos transformar através da renovação de nossa mente, mente que é o nosso campo de batalha, batalha para a mudança dos propósitos e disposições dessa mente.

Arrependimento é renunciar a uma maneira de viver que os padrões do mundo impõem.

Arrependimento é renunciar ao egoísmo.

Arrepender-se é quebrantar o coração e admitir que criatura longe do seu Criador é – NADA!

Arrepender-se é querer de toda mente, de todo o entendimento e de toda a alma adorar a Deus Pai e amar os outros como amamos a nós mesmos, seja o “outro” quem for.

Arrepender-se é morrer para nós mesmos e para esses padrões malucos desse mundo e nascer de novo em Cristo Jesus.

Arrepender-se é tomar o caminho de volta para as coisas de Deus Pai, para os braços de Deus Pai.

Como o filho pródigo que tinha todo o amor e conforto junto ao seu pai, mas preferiu seguir os padrões desse mundo, riquezas, prazeres, satisfação imediata e momentaneamente prazerosa, seguindo as ilusões do Ter.

E quando tudo isso acabou, não conseguiu nem a lavagem dada aos porcos para saciar a sua fome. E quando finalmente voltou ao seu juízo, através do sofrimento, entendeu que precisava voltar e mudou os propósitos e disposições da sua mente – e Voltou!

Com o coração arrependido e quebrantado e em total humildade querendo ser simplesmente um empregado de seu pai – “… O rapaz disse: ‘Papai, eu pequei contra o céu e contra o senhor, e não mereço ser chamado seu filho…” e seu pai o abraçou e beijando-lhe o rosto mandou preparar uma festa para ele. (Se quiser saber de toda a história é só ler essa parábola de Jesus em Lucas 15:1-32)

E é assim conosco, neste tempo que se chama hoje, se fizermos a escolha de renovar nossa mente, mudar as nossas atitudes no dia a dia, através de uma aproximação genuinamente sincera de Deus Pai e Jesus, sem a interferências de rituais, tradições e invenções humanas…

Eles se encarregarão de gerar no nosso coração o arrependimento para perdão dos nossos pecados e teremos, então, a capacidade de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus Pai para nossa vida.

Poderemos experimentar o abraço e a festa preparada por um Pai amoroso e seremos vestidos com roupas novas.

Arrependimento é assim! Simples assim!

Mas é necessário querer!

Mas é necessário escolher arrepender-se e dar meia-volta!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s