Crer para ver – 1ª parte – CONECTADOS

Fala-se de Deus todo o tempo. Fala-se bem e fala-se mal. Uns dizem que ele não existe é somente uma força do universo; existem os “PHD’s  em Deus  outros dizem que tem fé nele e oram a ele, ainda outros dizem que são seus filhos e dizem o servir.

Quem é esse Deus que afirma nos ouvir e responder as nossas mais secretas orações?

Mas quem é esse Deus?

Sem mais dizeres começamos do princípio.

Deus Criador e criativo – “… e no principio Deus criou os céus e a terra…” (Gn 1 e 2)

De uma massa disforme, vazia e escura onde o Espírito de Deus movia-se sobre as muitas águas Ele iniciou o processo da criação. Pelo seu poder criador trouxe à existência aquilo que jamais existiu, literalmente criou do nada. Através de um único verbo Ele ordenou todas as coisas. Dizendo apenas “Haja” houve luz na escuridão, houve forma, vida e beleza na massa disforme. E hoje é essa luz que clareia a nossa visão para podermos contemplar a beleza dessa criação originada do nada absoluto. Lá em cima o universo e aqui em baixo todas as coisas.

Maravilhosa criação que resulta da atividade criadora e criativa de um Deus Pessoal que se relaciona com as suas criaturas. Mesmo que a ciência não entenda dessa forma, é simples assim.

Mas faltava algo ou alguém para completar coroando essa grandiosidade divina e cuidar de toda aquela “belezura” criada. Então Ele pessoalmente cuidou de criar o ser humano, projeto das suas criaturas já desenhado em Sua mente.

O modelo?  Ele mesmo, a imagem Dele, o DNA Dele. E Dele foi o fôlego de vida que soprou nas narinas da criatura, que chamou de homem conectando-nos eternamente a Ele, e assim criando uma conexão divina entre todas as suas criaturas.

Sim! Estamos conectados com Ele e conectados entre nós.

Bem depois de tudo isso onde essa criatura, o “bicho homem” vai morar? Ele pensou nisso também. Plantou um jardim na direção do oriente que era regado por rio de quatro braços. Fez brotar toda sorte de árvores frutíferas para alimento e belas para a visão e deu para o homem cuidar e cultivar. Mas, como nem tudo são flores, somente uma não poderia ser tocada, a árvore do conhecimento do bem e do mal. Era risco de morte!

Bom, alerta dado, o Deus criador e criativo decidiu que não era bom o homem ficar só e fez, tirando dos ossos do próprio homem e fechando com a carne, alguém para auxilia-lo e acompanhá-lo em tudo e para sempre – a “dona mulher”.

“… Disse então o homem: “Esta sim”! é osso dos meus ossos e carne da minha carne”! Ela será chamada mulher, porque do homem foi tirada… Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne. O homem e sua mulher viviam nus, e não sentiam vergonha…”.

E tudo ia bem, eles desfrutavam de toda aquela fartura, beleza e paz na companhia de Deus.

CONECTADOS – Criador e criaturas.

E ai, como nem tudo são flores, como já disse, entra na cena desse lindo paraíso, o quarto elemento... E então… Assunto para a próxima postagem.

Mas, se quiser, vá pensando nisso!

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s