Quem as multidões dizem que eu sou?

 

“… Certa vez Jesus estava orando em particular, e com ele estavam os seus discípulos; então lhes perguntou: “Quem as multidões dizem que eu sou”?” Eles responderam: “Alguns dizem que és João Batista; outros Elias; e, ainda outros, que és um dos profetas do passado que ressuscitou”. “E vocês, o que dizem?”“, perguntou. “Quem vocês dizem que eu sou?” Pedro respondeu: “O Cristo de Deus”.  Jesus os advertiu severamente que não contassem isso a ninguém. E disse: “É necessário que o Filho do homem sofra muitas coisas e seja rejeitado pelos líderes religiosos, pelos chefes dos sacerdotes e pelos mestres da lei, seja morto e ressuscite no terceiro dia”. Jesus “dizia a todos: Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me…”.

 

Nesse tempo que se chama hoje o que será que as multidões respondem a essa pergunta? Diante de tantas denominações cadastradas, são quase 38.000, e entre estas 5.000 são as mais conhecidas, o que elas respondem?

Quem Jesus é? O que as multidões respondem?

É provável que respondam com opiniões das mais diversas, com teologia, com “achismos”, com teorias, com supertições, e respondem assim para evitar o compromisso que a resposta de Pedro trás em si:

“Jesus é o Cristo de Deus”, é o filho do Deus Vivo, humano e divino e que em sua humanidade nos resgatou do pecado para nos aproximar de Deus, para nos tornar seus filhos e seus amigos e na sua divindade garantindo a eterna morada com Ele e Deus Pai, para todo aquele que o busca de verdade e em verdade.

Jesus é o Cordeiro de Deus, que substituiu todos os outros cordeiros (animais) oferecidos para tirar pecados e vez isso de uma vez por todas. E por mais que insistam em querer provar o contrário, contra fatos não há argumentos, não há salvação em nenhum outro, pois não há outro nome pelo qual podemos ser salvos.

Jesus é o único e suficiente Salvador e Senhor daqueles que o querem e o busca de todo o coração.

Jesus é O (artigo definido, determinado de modo preciso) único caminho que nos une e que nos leva a Deus Pai.

Nesse caminho a opção é voluntária!

Nesse caminho a perda da nossa reputação, que as vezes consideramos tão imaculada (rsrs), a perda de nossos conceitos e achismos se faz necessária.

Nesse caminho é necessário destronar o “Eu”.

Nesse caminho, como já disse a opção é voluntária, ninguém pode te obrigar… A única coisa que possa dizer é que vai valer a pena…

Quem é Jesus pra você?

Pense nisso!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s