Casamento: O amor que uniu é o mesmo que cura…


“…Desfrute a vida com a mulher a quem você ama, todos os dias desta vida sem sentido que Deus dá a você debaixo do sol; todos os seus dias sem sentido! Pois essa é a sua recompensa na vida pelo seu árduo trabalho debaixo do sol…” Ec 9:9

E havia um jardim! No começo havia um jardim! Tudo caminhava bem, o jardineiro (Adão) feliz porque o Dono do Jardim (Deus) providenciara para ele uma companheira, uma auxiliadora (Eva). Tudo corria bem… Até que… Em um descuido do jardineiro, pronto… Lá vai o jardim paradisíaco ladeira abaixo e junto na ladeira o relacionamento dele com a companheira. Quando foi pego em seu descuido pelo Dono do jardim (Deus Pai), logo se apressou em acusar sua mulher: “_ Disse o homem: Foi a mulher que me deste por companheira que me deu do fruto da árvore, e eu comi”. Ai! Coitadinho, tão vítima!

Pois é! Nós como o primeiro jardineiro, sempre nos apressamos em acusar o outro quando algo não vai bem. E isso faz parte de nos humanos – a culpa é sempre do outro e nos somos as vitimas. Sabe por quê? Porque dá trabalho olharmos para dentro de nós e admitirmos as nossas falhas e faltas. São muitas as razões que nos impede de admitirmos que tenhamos nossa parcela de culpa quando algo não anda bem no nosso casamento, mas creio que a razão maior para esse impedimento se chama ORGULHO que traz consigo seus agregados, a ira, o rancor, o egoísmo.

O interessante é que esperamos ansiosamente por muito tempo alguém para amar e sermos amados, para constituir um lar, ter filhos (ou não), para ficarmos juntos “até que a morte nos separe”, mas de repente a famosa frase muda – ou até que o egoísmo nos separe, ou até que as acusações nos separem, ou até que a situação financeira nos separe, até que a próxima briga nos separe ou até que o desamor e a desilusão nos separem.

Com algumas exceções, porque existem razões que a própria razão desconhece (rsrsrs), o que leva um homem e uma mulher a se unirem em matrimônio é o amor.  Amor que no inicio sustenta tudo, que é o alicerce de tudo, somos felizes e de repente sem nos darmos conta esse amor, com o passar dos anos, vai se perdendo em meio aos desgastes do dia a dia, se confundindo em meio às mágoas não resolvidas e o casamento adoece e entra em uma agonia sem fim.

Deixa eu te dizer algo, há esperança! Porque o mesmo amor que uniu é o mesmo amor que cura.

Se nos esforçarmos para compreender que iniciar um casamento com a expectativa de que o outro nos faça feliz, irremediavelmente nos frustraremos, porque o outro não é capaz de atender as expectativas que geramos em nossos corações, porque somos seres falhos e limitados. Portanto, é necessário que se tenha no coração o desejo sincero de fazer feliz a pessoa que escolhemos para amar e compartilhar a nossa vida. O amor de Cristo deve ser o nosso exemplo, Ele veio por amor de nós, Ele não pediu que nós o amássemos primeiro Ele nos amou primeiro.

“…O amor é muito paciente e bondoso, nunca é invejoso ou ciumento, nunca é presunçoso nem orgulhoso, nunca é arrogante, nem egoísta, nem tampouco rude. O amor não exige que se faça o que ele quer. Não é irritadiço, nem melindroso. Não guarda o rancor e dificilmente notará o mal que outros lhe fazem. Nunca está satisfeito com a injustiça, mas se alegra, quando a verdade triunfa. Se você amar alguém, será real para com ele, custe o que custar. Sempre acreditará nele, sempre esperará o melhor dele, e sempre se manterá em sua defesa…” (palavras de Paulo em I Coríntios – a mais bela definição do Amor).

Então… Dê uma chance ao seu casamento. Pare de querer mudar o seu marido ou sua esposa, mude você primeiro.

Declare seu amor em atitudes. Nem só de palavras vive o amor.

Dê o melhor do seu tempo ao seu amor e não o tempo que sobra.

Demonstre o seu amor ao seu amor; Ao acordar pergunte o que você pode fazer para abençoar o seu dia. Não critique, não humilhe, procure agradar, exaltar e honrar.

Assim como fez nos primeiros tempos, Deus Pai, faz hoje, ele continua dando jardins para nós cuidarmos. Seu casamento, a pessoa que você escolheu para amar e viver é o seu jardim.

Cuide bem dele, cuide bem do seu amor.

Pense nisso!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s